Sucessor do tráfico ligado a CV é preso no Bairro da União. Foragido tem condenação de 24 anos de prisão no RN

Sued da Cunha Muniz tem condenação de 24 anos de prisão no Rio Grande do Norte. Ele seria o sucesso natural de “Júnior Peruano”, no comando do tráfico no Bairro da União. Fotos: Divulgação

Sued da Cunha Muniz, 38, apontado pela Polícia Civil como o sucessor na chefia do tráfico de drogas no Bairro da União, Parque Dez, zona Centro-Sul de Manaus, foi preso nesta segunda-feira (14). Ele é foragido da Justiça de Rio Grande do Norte.

Ele foi detido após ser reconhecido por policiais da 23ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) na rua 26, no Parque Dez. Segundo o tenente Tales Renan, a PM tinha fotos do suspeito e como trabalham na área, ao avistarem Sued, fotografaram e entraram em contato com o Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), que comandava a investigação já a partir da Operação Tribunal do Crime.

Soldados à vista

“Na abordagem, ele percebeu antes a presença da polícia, mas não reagiu. Havia a suspeita de que estava com quatro seguranças, mas ninguém interferiu e ele não estava armado”, disse o tenente.

A ação policial que resultou na prisão do infrator foi coordenada pelas equipes de investigação do DRCO, em conjunto com policiais da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop), da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) e PMs da 23ª Cicom.

De acordo com o delegado Guilherme Torres, diretor do DRCO, o infrator é apontado como chefe do tráfico de drogas na comunidade. Durante a abordagem, Sued apresentou documento falso de identificação, que usava desde 2006.

Em consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), constatou-se que Sued é foragido da Justiça de Rio Grande do Norte, onde responde por roubo majorado e formação de quadrilha, com pena unificada em 24 anos e sete meses de reclusão em regime fechado.

Sucessor natural

Com a prisão do antigo chefe do tráfico na região, Marco Aurélio de Moraes Pinheiro Júnior, o “Júnior Peruano”, Sued seria o sucessor natural no comando.

“Essa prisão é desdobramento do Operação Tribunal do Crime, que resultou na prisão de vários elementos ligados a tráfico e homicídios na comunidade. Conseguimos constatar a presença marcante de uma facção criminosa do Rio de Janeiro (Comando Vermelho) instalada no Bairro da União. Com o trabalho integrado das forças da PM, DRCO e com a inteligência da Força Nacional do Rio de Janeiro e da polícia do Rio Grande do Norte, fechamos o cerco e tiramos Sued de circulação”, explicou Torres.

Conforme as investigações do DRCO, o preso vivia normalmente no Amazonas desde 2006, tendo tirado uma série de documentos falsos, inclusive certidão de nascimento sendo natural do Careiro da Várzea.

Ele será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde ficará até que seja realizada sua transferência para o Estado onde foi condenado a cumprir prisão em regime fechado.

Veja também
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *