Quatro dias depois, nenhum dos 35 presos foragidos e perigosos foi recapturado

Nenhum dos 35 presos foragidos do CDPM II, incluindo homicidas, traficantes e assaltantes, foi recapturado pelas forças de segurança. Fotos: Divulgação

Quatro dias depois da fuga de 35 presos de alta periculosidade do Centro de Detenção Provisória Masculino II (CDPM II), no KM 8 da BR-174 (Manaus-Boa Vista), nenhum detento foi recapturado até o momento.

O túnel encontrado no pavilhão 5, por onde escaparam, foi vedado ainda no fim de semana, segundo informações da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). Segundo fontes do Portal Marcos Santos, presidiários começaram a deixar a cadeia entre a madrugada de sexta-feira (11) e o sábado (12).

Um processo administrativo para investigar a ocorrência foi instaurado, tendo prazo de 30 dias para apurar as circunstâncias da fuga, e de concreto apenas o afastamento do diretor e diretor adjunto da unidade prisional.

Problemas apontados

Número ínfimo de servidores na área de segurança e baixa iluminação foram problemas apontados em um relatório do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos da Pessoa Humana (CEDDPH), com relação à estrutura do CDPM II, há quase um ano.

A equipe visitou a unidade no dia 17 de maio de 2017, quando realizou entrevistas com responsáveis pelo local e demais internos.

No relatório, divulgado nesta terça-feira (15), a equipe do conselho afirma que os próprios policiais militares que atuavam na unidade, à época, reclamavam com relação à iluminação na área ao redor da muralha, vista como insuficiente, e também apontavam a falta de um local para a reserva de armamento.

Parlatório

Além disso, os militares relataram à equipe de inspeção que as condições das guaritas eram inadequadas, e que isso os deixava expostos às condições climáticas. Durante a fiscalização, o CEDDPH constatou ainda a fragilidade no material que separava o interno do visitante, na área conhecida como parlatório.

Após a visita, foram feitas recomendações ao órgão gestor da unidade. Entre elas, está o acréscimo de dez policiais na guarda interna e seis nas guaritas, aumento da segurança na entrada da unidade devido à facilidade de acesso às áreas administrativas, além de transferência de presos que colocavam a segurança da cadeia em risco.

Segue a relação dos presos que estão foragidos:
1. Adalberto Salomão Guedes da Silva (vulgo Salomão)
2. Alex Viana de Jesus (vulgo Ageu)
3. Alexandre Alves da Silva (vulgo Cagão)
4. Alexandre Marques Nascimento
5. Alexsandro Oliveira dos Santos (vulgo Sandrinho)
6. Anderson Gustavo Ferreira da Silva
7. André Souza da Silva
8. Andrezo Jackson Souza da Silva
9. Carlos Alex Bruno da Silva
10. Cleibe Gonzaga de Lima (vulgo JR)
11. Cleiton Leal de Alencar (vulgo Macaco)
12. Cristiano Castro da Silva
13. Enderson Fonseca de Brito (vulgo Buiu)
14. Erick de Souza Lima
15. Ewerton de Souza Cruz
16. Francisco Daulison Lima da Silva
17. Geremias Ribeiro da Silva (vulgo Gere)
18. Igor Fernando da Silva Ribeiro
19. Izaque Francisco de Santana Neto
20. Johnson Alves Barbosa (vulgo Playboy)
21. José Francisco dos Anjos Rodrigues
22. Josué Mota de Oliveira
23. Julio Cesar Lavor Chaves
24. Kaio Wuellington Cardoso dos Santos (vulgo Mano Kaio)
25. Manoel Junio Monteiro Bastos
26. Marcos José Souza da Silva
27. Matheus Siqueira Gomes (vulgo Kaka)
28. Michel Santos de Oliveira
29. Moisés da Silva Lira
30. Pedro Ramos de Carvalho Neto
31. Rodrigo Azevedo Gaia
32. Roney Marinho Machado (vulgo Toney)
33. Valdecy da Silva Cardoso
34. Wagner Roberto Tavares dos Santos
35. Wellington Pereira Marques

Comentários
Veja também
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *