Quarta-feira, 18 de julho de 2018

Programa Diário da Manhã


Ouvir a Rádio Diário Ao Vivo

Fachin relata ameaças e STF determina aumento da segurança de relator da Lava Jato

Presidente do Supremo autorizou aumento de número de agentes para escola do ministro Fachin, após ele ter relatado ter sofrido ameaças. Foto: Divulgação

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, autorizou o aumento do número de agentes para escolta do ministro Edson Fachin, além do uso de seguranças  em Curitiba, para o acompanhamento de familiares indicados por ele.

A presidente também deslocou para Curitiba duas delegadas da Polícia Federal (PF) especializadas em segurança de juízes ameaçados no país, para verificar quais providências deveriam ser tomadas.

Ameaças

As decisões foram divulgadas pelo órgão e ocorrem depois que Fachin procurou Carmen Lúcia para relatar que membros da família dele receberam ameaças. A Polícia Federal também foi procurada por Fachin.

O ministro falou sobre as ameaças em entrevista concedida à Globonews, que foi ao ar na noite dessa terça-feira (27).

Habeas Corpus Lula

Na conversa, o ministro do STF disse que está preocupado, mas não informou quem fez as ameaças nem por qual motivo ou fato relacionado. Entre várias ações no Supremo, Fachin é relator de processos da Lava Jato.

O ministro também relata o habeas corpus que a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentou para impedir a prisão do petista até que sejam julgadas no STF as ações que decidem sobre a reclusão de condenados depois de esgotados os recursos na segunda instância.

Proteção pessoal

O pedido foi considerado apto a julgamento e o caso volta a ser analisado no dia 4 de abril. Cármen Lúcia também enviou ofício aos demais ministros do Supremo para saber se era necessário aumentar os seguranças destacados para proteção pessoal.

Veja também

MPF pede desarquivamento de inquérito contra senadores Eduardo Braga e Omar Aziz Procuradora Raquel Dodge questiona arquivamento pelo STF de inquérito contra senadores do Amazonas. No agravo regimental, a PGR pede que seja reconsiderada a decisão monocrática do ministro Alexandre de Moraes. Foto: Arquivo A procuradora-geral da República, Raquel Dodge...
Para STF, guardas municipais podem portar armas de fogo no trabalho e na folga O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes decidiu que integrantes de todas as guardas podem portar arma de fogo no trabalho e de folga. Foto Antonio Cruz / Agência Brasil O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes decidiu que ...
MP recomenda prefeito de Maués a coibir nepotismo com afastamento imediato de parentes MPE expediu recomendação para coibir a prática de nepotismo na prefeitura de Maués. Foto: Divulgação O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Maués, expediu recomendação para coibir a prática de nepotismo na prefeitura do ...
Fato ou Boato? Justiça do AM peita STF e transforma comissários em delegados. Boato. Veja explicação... Fato ou Boato? Justiça do AM peita STF e traz de volta delessários? Boato. Advogado mostra que decisão de juíza amazonense contempla aprovados em concurso de delegado O Governo do Amazonas está obrigado a nomear um grupo de 53 delegados aprovados no concurso de 2001. A d...
Braga e Omar inocentados no STF em inquérito que apurava propina na construção da Ponte Rio Negro O ministro Alexandre de Moraes disse que o inquérito, após 15 meses de investigação, não conseguiu reunir provas da acusação contra os senadores Eduardo Braga e Omar Aziz. Foto: Arquivo Por falta de provas, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, man...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook