Segunda-feira, 16 de julho de 2018

Operação ‘Estado de Emergência’ apreendeu carros, relógios e R$ 390 mil em espécie. Dinheiro estava no sítio e nas empresas da ex-primeira dama Edilene

Momento em que o ex-governador José Melo chegava na sede da PF acompanhado de agentes federais. Foto: Divulgação

Durante a operação ‘Estado de Emergência’, deflagrada nesta quinta-feira (21) pela Polícia Federal, foram apreendidos R$ 390 mil em espécie, dos quais R$ 90 mil estavam no sítio do ex-governador localizado no Ramal do Banco, no município de Rio Preto da Eva e o restante, R$ 300 mil nas empresas da ex-primeira dama e na residência do casal, no bairro Flores.

Além do dinheiro, os agentes apreenderam carros e relógios de propriedade de Melo e Edilene.

O governador José Melo continua detido na sede da Polícia Federal e será encaminhado nesta tarde ao IML para fazer exame de corpo de delito. Ele deverá ser levado para o Centro de Detenção Provisória Masculino, onde estão os ex-secretários Afonso Lobo da Sefaz, Pedro Elias e Wilson Alecrim da Susam, o irmão Evandro Melo e o ex-chefe da Casa Civil, Raul Zaidan.

Melo teve a prisão temporária decretada porque além de seu nome aparecer nas conversas do empresário Mouhamed Moustafa como sendo beneficiário da propina oriunda dos recursos da saúde do Amazonas, a investigação analisou a evolução patrimonial do ex-governador. A Controladoria Geral da União (CGU) identificou uma discrepância entre o salário de R$ 30 mil como governador e as movimentações nas contas correntes e supervalorização dos bens, como um imóvel no valor de R$ 7 milhões, além das altas despesas necessárias para manter a propriedade que conforme a PF, não condizem com os ganhos mensais de Melo a partir de 2014, quando foi eleito governador do Amazonas.

Atos do decreto estão sendo investigados

O delegado Alexandre Saraiva responsável pela Operação ‘Estado de Emergência’ disse ainda que todos os atos do ex-governador José Melo e do comitê de gestão integrada formado em decorrência do decreto que decretou Estado de Emergência estão sendo investigados, visto que os ex-secretários que formavam o comitê já estão presos.

Ramal foi asfaltado com recursos públicos

A investigação da Polícia Federal confirmou ainda que o Ramal do Banco, onde está localizado o sítio do ex-governador, no município de Rio Preto da Eva, foi asfaltado com recursos do Governo do Estado e que a melhoria foi somente para beneficiar a propriedade de Melo.

Caseiro preso

Ainda durante a prisão de Melo, o caseiro do sítio que não teve o nome revelado durante a coletiva, também foi preso por estar portando ilegalmente uma arma de fogo

 

Veja também

Irmão de ex-governador, Evandro Melo é denunciado pelo MPF por corrupção. Ele é acusado de receber R... Na ação penal, o MPF pede a condenação de Evandro Melo por corrupção passiva. Foto: Arquivo O Ministério Público Federal (MPF) denunciou o ex-secretário de Estado de Administração e Gestão do Amazonas (Sead) Antônio Evandro Melo de Oliveira e os empresários Mouhamad Mous...
Carga de 200kg de droga avaliada em R$ 3 milhões, apreendida no Rio de Janeiro, partiu de Manaus, co... Motorista ficou nervoso e confessou estar transportando droga escondida no tanque de combustível. Ele disse que droga partiu de Manaus para abastecer zona Norte do Rio. Foto: Divulgação Um carregamento de drogas avaliado em R$ 3 milhões foi recuperado pela Polícia Rodovi...
MPF denuncia ex-secretário da Sefaz por corrupção. Afonso Lobo é acusado de receber mais de R$ 1 mil... Entre os presentes e propinas, Afonso Lobo recebeu ingressos para a Copa, para shows, além de vinhos caros. Foto: Divulgação O Ministério Público Federal (MPF) denunciou o ex-secretário de Estado da Fazenda do Amazonas (Sefaz) Afonso Lobo Moraes e os empresários Mouhamad...
Piloto diz ter feito pouso forçado após dois homicídios em pleno voo entre Mato Grosso e Apuí, no Am... Piloto não ficou preso por homicídio porque polícia não encontrou os corpos. Foto: Divulgação A Polícia Civil do Pará e a Polícia Federal estão investigando as circunstâncias que forçaram o piloto de um avião executivo a fazer pouso forçado em um rio do sudoeste do Pará,...
Operação na fronteira tem 18 prisões por tráfico e crimes ambientais, e apreensão de armas, munições... Cinco cidades foram alvo das ações da Esforço Integrado, que seguem até amanhã, com foco no narcotráfico e crimes ambientais. Fotos: Divulgação Na fronteira do Amazonas com outros países, a Operação Esforço Integrado resultou na prisão de 18 pessoas e na apreensão de ent...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook