Terça, 17 de julho de 2018

Programa Diário da Manhã


Ouvir a Rádio Diário Ao Vivo

Flor Matizada encerra 21º Festival de Cirandas de Manacapuru neste domingo

Ciranda Tradicional do Festival de Cirandas de Manacapuru

A Ciranda Tradicional se apresentou na segunda noite do 21º Festival de Cirandas de Manacapuru. Fotos: Clóvis Miranda/Secom

Na noite deste domingo (03/12), a partir das 21h, a apresentação da Ciranda Flor Matizada, com o tema ‘Luz’, encerra a 21ª edição do Festival de Cirandas de Manacapuru.

A presidente do grupo Vanessa Mendonça declarou que a apresentação será resultado da perseverança das agremiações durante o ano. “Nós vivemos ciranda o ano todo, temos muito orgulho do que somos e da nossa cultura. Lutamos muito para que o festival fosse realizado e nossa apresentação vai levar todos estes sentimentos para a arena”, destacou.

O evento tem apoio do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC). O secretário de Cultura, Denilson Novo, compareceu à segunda noite de apresentações no Parque do Ingá junto ao secretário Chefe da Casa Civil, Sidney Leite, e ressaltou a importância do Festival de Cirandas para a população de Manacapuru.

“O Festival de Cirandas de Manacapuru é de suma importância para o calendário cultural do Amazonas. A proposta do atual Governo é de superação de desafios por amor à causa pública, e com as cirandas não foi diferente. Porém, mais do que nunca, percebemos a importância do trabalho da capacitação da produção cultural. A partir de agora damos início a um novo tempo em que possamos estruturar as cirandas para que elas possam caminhar com mais autonomia e independência e garantir suas apresentações”, afirmou Denilson.

 

1º e 2º dias

Presidente da Ciranda Guerreiros Mura, que abriu a primeira noite de festival, sexta-feira (1º/12), com o tema “Amazônia, o Amor e a Bravura de um Guerreiro Cirandeiro”, Rildo Conde Teles declarou que o evento ficou além da expectativa.

“Hoje tivemos cerca de 10 mil pessoas no Parque do Ingá e isso foi uma satisfação muito grande para nós, que esperávamos um movimento bem menor. Isto se deve à estrutura montada na arena e oferecida pela Secretaria de Cultura e Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural, com uma sonorização que apenas sonhávamos em ter no passado. O resultado da competição neste ano pouco nos importa, queríamos mesmo colocar as cirandas na arena”.

Com o tema “Manacapuru, o início da história foi assim”, o grupo Ciranda Tradicional se apresentou na segunda noite do Festival de Cirandas, no sábado (2/11).

O diretor geral da Ciranda Tradicional, Bruno Lima, classificou a 21ª edição do evento como o “festival da superação”. “Foi um festival atípico porque, devido às eleições, não pudemos realizar em agosto, mas tínhamos esperança que pudéssemos ter apoio para o evento ainda este ano. Todos nos esforçamos, demos a mão e batalhamos pelo festival porque nossa rivalidade é só dentro da arena, fora dela somos todos unidos. O governo e a Secretaria de Cultura nos abraçaram e deram uma estrutura que nem esperávamos ter para este ano, então, acho que só vamos melhorar no futuro”, disse.

Por conta das Eleições Suplementares, o Festival de Cirandas de Manacapuru foi realizado em dezembro.

Público 

Mesmo realizado fora de época, o empresário Eduardo Martins Campelo, 56, afirmou que o Festival de Cirandas precisa continuar a ser realizado todo os anos, pois é parte da história do município.

“Este ano, devido às eleições, o evento foi realizado de forma atípica, porém, ele precisa continuar independente das questões políticas. O festival acontece há mais de 20 anos em Manacapuru, é uma das festas mais importantes do Estado e do País e tem que ser realizado sempre, pois é da nossa cultura e não pode se perder”, ressaltou.

Pela primeira vez no festival, a aposentada Nazaré Teles, 69, elogiou as apresentações no Parque do Ingá. “Nasci e me criei aqui, porém, fiquei muitos anos longe da terra e não tive a chance de prestigiar o Festival de Cirandas. Acho que está muito bonito, estou me divertindo muito, é algo que traz alegria para o povo e não pode ser esquecido”, disse.

 

Veja também

Na festa da Padroeira de Parintins, Braga anuncia que será o relator do orçamento do Ministério das ... “Assim que terminarem as eleições deste ano, volto para o Senado Federal para ser o relator do Orçamento de 2019 do Ministério das Cidades”. A revelação foi feita pelo senador Eduardo Braga, na manhã desta segunda-feira (16/07), durante entrevista a emissoras de rádio em...
Marcelo Amil lança pré-candidatura ao Governo pelo PMN O vereador Chico Preto é pré-candidato ao Senado e Marcelo Amil disputará o Governo do Estado pelo PMN. Foto: Divulgação O advogado Marcelo Amil foi lançado, nesta segunda-feira (16/07), como pré-candidato a governador pelo Partido de Mobilização Nacional (PMN), nas elei...
Amazonino busca alianças, mas sem apetite para governar o círculo limitado derrubará o dominó chinês... Amazonino busca alianças, mas sem apetite para governar ele corre o sério risco de derrubar o dominó chinês que precisa ficar de pé para reelegê-lo O governador Amazonino Mendes sempre se mostrou especialista na "guerra com a espada embainhada". Antes do confronto propri...
Prefeitura de Manaus lança edital para implantação de curso de artes na Zona Leste Foto: Divulgação Está aberto o edital de chamamento público nº 07/2018, da Prefeitura de Manaus, destinado a Organizações da Sociedade Civil (OSCs) interessadas em implantar e desenvolver o projeto "Cursos Livres em Artes na Comunidade". O edital foi publicado na edição 43...
Sexta Alfredo e Pauderney com Amazonino e sábado com Omar. O que houve? E mais o panavueiro das pesq... Sexta Alfredo e Pauderney com Amazonino e sábado com Omar. O que houve? Pauderney (esquerda) e Alfredo (direita) são pré-candidatos a senador e correm atrás de apoios, como o de Silas Câmara (centro) que se definiu por Omar Aziz. Entenda o panavueiro Os deputados federai...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook