Segunda-feira, 23 de julho de 2018

Justiça Federal determina bloqueio de bens de ex-prefeito Angelus Figueira e mais quatro pessoas

Justiça Federal determinou o bloqueio de bens do ex-prefeito de Manacapuru, Angelus Figueira, do seu vice, e de mais três pessoas, atendendo pedido do MPF em decisão cautelar, por desvio de verbas públicas federais. Foto: Arquivo

A Justiça Federal determinou o bloqueio de bens do ex-prefeito do município de Manacapuru (distante 86 quilômetros de Manaus) Angelus Cruz Figueira, do ex-vice-prefeito Afrânio Pereira Júnior, de William Lins de Albuquerque, José Martins de Souza Júnior e Maria Gorette Negreiros Gomes.

A decisão cautelar atendeu a pedido do Ministério Público Federal no Amazonas (MPF-AM), que apontou desvio de verbas públicas federais em convênio para obras no município. O objetivo da decisão é assegurar que, ao final do processo, os danos causados pela ação dos acusados sejam ressarcidos.

Obra não concluída

O MPF apontou que os recursos públicos eram destinados a execução de obras de contenção de erosão e urbanização da avenida Eduardo Ribeiro, em Manacapuru, sob gestão do então prefeito Angelus Cruz Figueira.

A obra estava prevista para ser entregue em janeiro de 2003, e de acordo com visitas técnicas realizadas por engenheiros do Ministério da Integração Nacional (MI), apenas 75% da obra foi realizada.

Cheques emitidos

De acordo com a decisão, observou-se discrepância entre os cheques emitidos pelo ex-prefeito Angelus Cruz Figueira e pela então secretária municipal Maria Gorette Gomes; o atesto de conclusão de obra firmado por Afrânio Pereira Júnior, e a prestação apresentada por ele ao Ministério da Integração Nacional.

Já William Lins de Albuquerque, proprietário da empresa responsável pela execução da obra, confessou que recebeu o valor integral das verbas do convênio.

Os recursos federais repassados foram atualizados segundo os parâmetros do Sistema Nacional de Cálculos do Ministério Público Federal e totalizaram R$ 6.745.95,35. O processo tramita sob número 003739-23.2017.4.01.3200. Cabe recurso da decisão.

Veja também

Polícia acaba festa de traficante e prende bando com drogas e armas de fogo em Manacapuru Foto: Divulgação Um bando com 14 infratores, dentre eles uma menor foram detidos com drogas e armas de fogo em uma suposta festa de um traficante em Manacapuru, por volta das 2h da madrugada de sexta para sábado (21). De acordo com informações da Polícia do município,...
Justiça determina retirada de nomes de pessoas vivas em bens públicos em Manaus Atendendo parcialmente a recomendação, o Governo alterou a denominação do Bumbódromo de Parintins e do Ginásio Poliesportivo Amadeu Teixeira, em Manaus. Foto: Arquivo A Justiça Federal do Amazonas determinou a retirada de nomes de pessoas vivas de bens públicos em Manaus...
Novas ações pedem bloqueio de mais de R$ 46 milhões de Mouhamad e envolvidos na Maus Caminhos Pessoas físicas e empresas envolvidas no esquema revelado pela operação Maus Caminhos são alvos de dez novas ações. Foto: Divulgação O Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas ingressou com 10 novas ações de improbidade administrativa na Justiça Federal contra o médi...
TCE-AM suspende concurso de Manacapuru para 951 vagas e com salários de até R$ 6 mil Conselheiro Júlio Cabral suspendeu concurso público da Prefeitura de Manacapuru. Foto: TCE-AM Em decisão monocrática, o conselheiro Júlio Cabral suspendeu o concurso público da Prefeitura de Manacapuru para o preenchimento 951 vagas, com salário de R$ 954 a R$ 6 mil. ...
Governo e Prefeitura de Manaus devem finalizar obras em abrigo para refugiados venezuelanos MPF, MPT e DPU expediram recomendação para que poder público finalize obras de adaptação de abrigo voltado a refugiados venezuelanos. Foto: Divulgação O Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas, em conjunto com o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Defensoria Pú...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook