Até sábado, TRE-AM terá preparado todas as urnas do interior para o segundo turno suplementar

Segundo cronograma do TRE-AM, até sábado as urnas do interior estarão todas preparadas com as informações para o segundo turno. As de Manaus iniciam na sexta e termina no dia 24. O pleito está marcado para o dia 27 de agosto. Foto: Divulgação TSE

Urnas eletrônicas dos Municípios de Juruá, Tapauá, Novo Aripuanã, Nova Olinda do Norte, Borba e Anori, totalizando 272 unidades, começaram a ser preparadas para o segundo turno da eleição suplementar para o Governo do Estado, marcada para o dia 27 de agosto.

Os trabalhos iniciaram nesta segunda-feira (14), no Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), e pelo cronograma divulgado segue até o dia 19 de agosto, próximo sábado. O segundo turno do pleito será disputado entre os candidatos Amazonino Mendes (PDT) e Eduardo Braga (PMDB).

Nesta terça (15) serão preparadas mais 377 urnas, para as cidades de Boca do Acre, Canutama, Manaquiri, Careiro da Várzea, Autazes e Careiro. Até sábado, estarão prontas 3.628 UEs.

O secretário de Tecnologia da Informação do TRE-AM, Rodrigo Camelo, explica que o processo no segundo turno é mais simples, porque as urnas eletrônicas já estão com as informações relativas aos eleitores e à biometria. “No segundo turno, colocamos uma nova memória de resultado, que recebe o boletim de urna no final da votação, que aponta os dois candidatos que passaram para o segundo turno. O processo é muito mais rápido, inclusive”, falou o secretário.

A troca da memória de resultado das urnas acontece em Manaus e nos 14 municípios-polos do interior. Já na capital, o processo começa a ser realizado a partir de sexta-feira (18) e encerra no dia 24, às 13h, atualizando as 3.356 urnas que vão atender a capital e a zona rural.

Para o presidente do TRE-AM, desembargador Yedo Simões, os preparativos ao segundo turno do pleito suplementar seguem dentro do planejamento, com a rotina realizada com sucesso no primeiro turno. “Esta é a quarta eleição que fizemos, contando os dois turnos de 2016 e os dois desta agora suplementar. Ao longo do processo vamos corrigindo e melhorando estratégias pontualmente”, falou o desembargador, que vê que o pleito segue dentro da normalidade e em dias com o calendário eleitoral.

Questionado sobre a alta abstenção do eleitorado no dia 6 de agosto, Yedo Simões explicou que o TRE-AM estimula o eleitor para comparecer às urnas, para exercer a cidadania plena. “Preparamos tudo para que não existam problemas em seções eleitorais, para facilitar o acesso ao voto. Incentivamos que o eleitor decida os destinos do seu Estado, como dever de cidadão”, reafirma o presidente do Tribunal Regional.

O número de eleitores que não foram às urnas no dia 6 chegou a mais de meio milhão de pessoas: 569.501 (24,35%). Estavam aptos a votar 2.338.886. A expectativa de abstenção nesta eleição excepcional era maior do que a média de até 20% registrada pelo tribunal nos últimos anos.

Certificado

Em junho deste ano, o TRE-AM e o Instituto Federal do Amazonas (Ifam) firmaram uma parceria cujo principal objetivo era auxiliar a Justiça Eleitoral do Amazonas com a preparação e execução das Eleições Suplementares. Pelo contrato firmado, o Ifam selecionou profissionais que estiveram presentes em todas as Zonas Eleitorais do Estado, com atribuições específicas, dentre elas a carga e lacre das urnas, bem como a transmissão dos resultados.

Responsável por fazer a abertura da solenidade, o presidente do TRE-AM, desembargador Yedo Simões, participou, ontem, da cerimônia de entrega de certificados a 89 operadores de urnas. O Tribunal contou com a colaboração de mais de 35 mil pessoas na realização do primeiro turno.

“Para os senhores terem uma ideia, realizar eleições no nosso Estado requer muito esforço, sobretudo numa região que tem uma logística diferenciada. O acesso aos diversos locais de votação é feito tanto por estradas – nos casos dos municípios da nossa Região Metropolitana -, quanto por aviões e embarcações. A difícil chegada aos locais de votação impõe dificuldades, além de um custo muito alto para que isso seja realizado”, disse o presidente.

Operadores de urna receberam certificados em cerimônia realizada na sede do TRE-AM. Foto: Divulgação TRE-AM

PUBLICIDADE
Veja também
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.