Quarta-feira, 25 de abril de 2018

O assunto Lula

Augusto Bernardo Cecílio

Augusto Bernardo Cecílio

Somos bombardeados sistematicamente por postagens nas redes sociais acerca do ex-presidente. E isso não é de hoje. Enquanto uns atacam, outros defendem, e no meio disso tudo existem pessoas que, apesar de politizados, não querem saber dessa overdose de insistentes postagens que já virou algo muito chato, até porque esse não é o único problema que temos aqui no Brasil.

Enquanto o foco não sai desse assunto, a violência campeia em todos os estados e as drogas escravizam grande parte da população, a saúde pede socorro, a infraestrutura continua precária, os jovens não conseguem o seu primeiro emprego e a atuação dos políticos não avança. A insegurança é total. O Brasil precisa levantar a cabeça.

Mensagens em grupos deixam transparecer que alguém quer ver sangue, não bastando os passos dados pela justiça brasileira. O homem já está preso. Que mais querem? Pena de morte aqui não existe. Aliás, sempre tivemos STF, STJ, procuradores, juízes e demais autoridades. Por que só hoje essas autoridades apareceram? Por que os desmandos anteriores não foram investigados e punidos?

Ah! Como lamento esse tal de Foro Privilegiado. Isso já virou um salvo conduto para acobertar políticos e gestores desonestos. Nesse momento somos todos chamados a cooperar com o país. De que forma? Votando de forma correta e responsável, praticando o chamado voto consciente, expulsando os péssimos políticos da vida pública para que eles saiam do planalto para a planície, desacobertados do Foro, para serem investigados, julgados e punidos.

A justiça tem que valer para todos, ricos ou pobres, e que ela aconteça sem a demora habitual que estamos acostumados a ver, com tantos recursos, com tantos processos prescrevendo, e com tantos poderosos escapando das punições, o que nos leva a concluir que no Brasil somente os ladrões de galinha vão pra cadeia.

Até parece que o sistema foi feito para que os poderosos nunca sejam punidos. Vejam o caso do Temer, sempre apoiado pelo Congresso que freia o andamento das denúncias,  e sempre conseguindo escapar das investigações. Ademais, temos muitos outros casos de deputados e senadores com dezenas de processos nas costas e que jamais foram condenados por causa do Foro ou pelo poder que eles têm.

Certos comentários acerca do atual presidente e da recuperação da economia dão até a entender que o lado positivo poderia compensar o lado negativo, mas isso não é correto. Nem sei ao certo se a recente prisão dos seus amigos vai produzir algo de concreto, tal a rapidez com que foram soltos.

Vale lembrar que ninguém tomou de assalto o poder e que todos os eleitos foram ali colocados pelo povo. Podemos concluir que o eleitor que votou errado é cúmplice e sócio das situações caóticas que invadem partidos e as esferas federal, estadual e municipal, salvo raras exceções.

Temos maus políticos e gestores em todas as unidades federativas, o que comprova que muitos apenas ocuparam o poder para tirar proveito particular, para seus familiares e amigos, sem lembrar nem um pouco do bem estar da sociedade e do desenvolvimento do Brasil.

 

*Auditor fiscal e professor.

* Auditor fiscal da Sefaz, coordena o Programa de Educação Fiscal no Amazonas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook