Amazonas espera até 40% a mais de turistas dos Estados Unidos com novo visto eletrônico

Turistas dos Estados Unidos devem aumentar no Amazonas

Turistas visitam o Amazonas atraídos pela biodiversidade e pesca esportiva. Foto: Arquivo

O Amazonas espera ter um aumento de 25% a 40% no fluxo de turistas dos Estados Unidos com a implantação do visto eletrônico para o Brasil, que entrou em vigor nesta quinta-feira (25/01). A estimativa é do presidente da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), Orsine Júnior, que aposta na biodiversidade amazônica e na pesca esportiva para atrair mais turistas.

“O estimado para o Brasil é de um aumento de 30% de turistas dos Estados Unidos, mas como temos um alto patrimônio de biodiversidade e a pesca esportiva atrai muitos americanos, esperamos um incremento maior nas atividades”, afirma Orsine.

Segundo ele, não é só a liberação do visto eletrônico que vai dar impulso a vinda dos turistas dos Estados Unidos: o custo da emissão do visto também é menor. “Além da facilidade do visto eletrônico, a emissão ficou mais barata. Há 15 anos vejo essa conversa de que isso aconteceria, porém só agora o Governo Federal conseguiu equalizar essa demanda, a tanto tempo esperada pelo trade de turismo”.

 

Visto para o Brasil

A partir desta quinta-feira (25) os turistas dos Estados Unidos poderão solicitar o visto de entrada no Brasil por meio de um processo totalmente eletrônico. A solicitação, apresentação dos documentos necessários e liberação da entrada passa a demorar, no máximo, 72 horas.

Os americanos são o segundo maior mercado emissor de turistas para o Brasil, atrás apenas da vizinha Argentina. De acordo com as últimas estatísticas, mais de 570 mil turistas dos EUA escolhem o Brasil como destino turístico e injetam US$ 710,5 milhões na economia nacional por ano.

“Os números parecem satisfatórios, mas ficam muito aquém do nosso potencial. Temos um amplo espaço para aumentar o fluxo turístico entre os nossos países com ganho para todos os envolvidos”, comentou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

O ministro ressaltou que entre o Brasil e os EUA estão todas as praias do Caribe. “Se queremos competir pelo turista internacional, temos de acabar com a burocracia e estender um tapete vermelho para ele optar pelos nossos destinos, movimentar a economia e gerar emprego no nosso país”, afirmou o ministro. O Brasil é o destino de apenas 0,7% dos mais de 75 milhões de turistas americanos que viajam pelo mundo.

 

Outros países

Além dos EUA, outros três países foram beneficiados com a implantação do visto eletrônico: Austrália, Canadá e Japão. Com esta medida, de acordo com estudos da OMT, o Brasil deve R$ 1,4 bilhão a mais nos próximos dois anos. Ainda este mês passou a vigorar a isenção de vistos para os países dos Emirados Árabes, aprovado no Congresso Nacional.

De acordo com dados da Organização Mundial do Turismo (OMT), medidas de facilitação de entrada dos turistas incrementam em até 25% o fluxo entre os destinos beneficiados. Pelas projeções do Ministério do Turismo, os visitantes americanos gastarão US$ 177,6 milhões a mais na economia brasileira.

“Demos um sinal claro e inconteste para a comunidade mundial que estamos abertos e totalmente interessados em intensificar o nosso intercâmbio no mais amplo sentido”, comentou Marx Beltrão. No último estudo de competitividade do turismo do Fórum Econômico Mundial, no quesito abertura internacional o Brasil ficou na 96ª posição entre 136 países.

 

Perfil

Pesquisa feita pelo Ministério do Turismo aponta que 40,7% dos americanos que desembarcaram no Brasil se hospedaram em hotéis, flats ou pousadas, 60% deles vieram ao Brasil sozinhos, o gasto médio per capta foi de US$ 73 e eles ficaram, em média, 17 dias no país. A principal fonte de informação foi a internet (41%), seguida dos amigos e parentes (28,6%).

“Os Estados Unidos são os maiores emissores de turistas para o Brasil fora da América Latina. Com a desburocratização e simplificação proporcionadas pelo visto eletrônico podemos ser mais competitivos e receber 200 mil turistas norte-americanos a mais por ano, de acordo com projeção da OMT.

O aumento do fluxo de turistas também pode gerar mais negócios e mais investimentos dos Estados Unidos no Brasil, em especial para a área de eventos que tem sido penalizada pelos vistos tradicionais. O desafio da Embratur será ampliar a promoção do Brasil para que esses turistas tenham mais informações sobre todo nosso potencial turístico”, avaliou o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz.

Em relação aos destinos, os mais procurados para negócios foram São Paulo (40,4%), Rio de Janeiro (34,6%) e Salvador (3,7%). Já no quesito lazer as procuras foram por Rio de Janeiro (72,1%), São Paulo (19,3%) e Foz do Iguaçu (15,8%). A pesquisa mostra que os americanos gostaram do que experimentaram. Para 81,7% deles a viagem atendeu ou superou as expectativas.

 

Veja também

Azul desmente no Twitter notícia sobre queda de avião com 80 passageiros #fakenews A Azul Linhas Aéreas desmentiu um boato fortemente disseminado em grupos de WhatsApp e FaceBook esta noite (21/02). Um avião da empresa, partindo de Belém a caminho de Cuiabá (MT), teria caído com 80 passageiros. "Informamos que nossas operações seguem normalmente, sem incid...
Luiz Castro reforça denúncia contra empresas terceirizadas da área de Saúde O deputado Luiz Castro disse que há servidores sem receber salários há quatro meses. Foto:O deputado Luiz Castro (Rede) voltou a denunciar nesta quarta-feira (21) as empresas contratadas pelo Governo do Estado para prestar serviços aos hospitais de Manaus e que atrasam ...
Seis de 10 vetos do governo são derrubados em votação na Assembleia Legislativa Na pauta de votação constavam 17 matérias, sendo dez vetos do Governo do Estado. Foto: Aleam/DivulgaçãoCom uma pauta onde constavam 17 matérias – sendo dez vetos do Governo do Estado a matérias aprovadas em plenário no final do ano passado e sete Projetos de Lei de auto...
Moradores denunciam comércios irregulares no condomínio Cidade Jardim Comércios de estivas funcionam no conjunto residencial. Foto: DivulgaçãoMoradores do condomínio residencial Cidade Jardim, localizado na avenida Constantino Nery, bairro Chapada, zona centro-sul de Manaus, denunciam que no local funcionam diversos estabelecimentos comer...
Embrapa oferece cursos gratuitos de produção de banana e cultivo de tambaqui A Embrapa Amazônia Ocidental oferece dois cursos gratuitos durante o mês de março. Foto: DivulgaçãoCom o objetivo de capacitar tecnicamente produtores e técnicos de Assistência e Extensão Rural (Ater), a Embrapa Amazônia Ocidental oferece dois cursos gratuitos durante o...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook