Sábado, 21 de abril de 2018

Prefeito empossa novo procurador-geral do Município e sanciona quatro leis

No lugar do procurado-geral Marcos Cavalcanti, que estava no cargo desde 2013, assume a titularidade Rafael Albuquerque. Foto: Mário Oliveira/ Semcom

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, empossou nesta terça-feira (2), o novo Procurador-Geral do Município, Rafael Albuquerque Gomes de Oliveira, e o presidente da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman), Fábio Augusto Alho da Costa.

Ele também sancionou quatro leis municipais com foco na segurança e saúde pública e cultura. A solenidade foi realizada no auditório da Casa Militar, na zona Oeste de Manaus.

Carreira

O novo procurador-geral Rafael Albuquerque substitui Marcos Cavalcanti que exercia o cargo desde 2013. Ambos destacaram que o prefeito Arthur Neto foi quem, em seu primeiro mandato, criou a carreira de procuradores do município e o primeiro, desde então, a escolher para o cargo de procurador-geral um integrante de carreira, por duas vezes seguidas. “Isso, por si só, mostra o compromisso que o prefeito tem com a instituição”, ressaltou Albuquerque.

Rafael Albuquerque é graduado em Direito pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), especialista em Direito Processual Civil pela mesma instituição e mestrando em Direito Público pela Fundação Getúlio Vargas/São Paulo (FGV/SP). É procurador do Município desde 2007, e ocupava o cargo de subprocurador-geral desde 2013.

Lutas

“Temos muitas lutas a travar e, da mesma forma que pudemos contar com o patrimônio intelectual, de experiência e de conhecimento do Marcos Cavalcanti, agora poderemos contar com o Rafael Albuquerque”, afirmou o prefeito.

Também tomou posse na mesma solenidade o presidente da recém-criada Ageman, Fábio Alho da Costa. A agência vai regular os serviços concedidos do município e terá papel fundamental na regulação de serviços e parcerias público-privadas atuando em parceria com a Semex e a PGM na configuração de contratos e, consequentemente, de investimentos de capital privado em serviços públicos em vários setores.

“O prefeito é homem de muita visão. Ele está criando um instrumento para 30 anos e não apenas para os seus próximos 3 anos de mandato”, assegurou o novo presidente.

Graduado

Fábio Alho é graduado em Direito e Contabilidade pelo Centro Universitário de Ensino Superior (Ciesa), com pós-graduação em Auditoria Interna e Externa.

Ele traz à Ageman a experiência acumulada em dez anos no Estado, quando exerceu o cargo de diretor-presidente da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado do Amazonas (Arsam).

Durante esse tempo também presidiu a Associação Brasileira de Agências de Regulação (Abar), que congregava as agências reguladoras federais, como Aneel (Energia Elétrica), Anatel (Telecomunicações), ANA (Águas) e agências estaduais como de São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

“Ele traz essa experiência acumulada para a nossa iniciativa que missão importantíssima na administração pública que é garantir a qualidade e a eficiência dos serviços públicos. Pois temos a consciência de que os recursos para os investimentos que o município necessita estão, em grande parte, no capital privado. E precisamos estar prontos a garantir que os serviços sejam ao mesmo tempo que lucrativos para o capital, eficientes, seguros e satisfatórios aos cidadãos”, afirmou o prefeito.

Leis

O prefeito também sancionou quatros leis municipais voltadas à segurança e saúde pública, além de instituir o dia Municipal da Capoeira.

A primeira delas, 031 determina a obrigatoriedade de álcool gel nas praças de alimentação dos shoppings centers, de autoria do vereador Fred Mota (PR).

Os centros comerciais devem dispor de um recipiente a cada 200 metros em toda extensão da praça, para facilitar a higienização e evitar a propagação de doenças.

Orientação

A lei 188, do vereador Sargento Bentes – Papinha (PR), dispõe sobre a obrigatoriedade de afixação de placas de orientação nas piscinas, balneários e praias do município de Manaus para garantir a segurança dos usuários. Entre as informações exigidas estão profundidade mínima e máxima.

Outra lei voltada à segurança proíbe o abastecimento com gás natural veicular com pessoas no interior do veículo, sob pena de multa, de autoria do vereador Raulzinho (DEM).

Já o Dia da Capoeira, passa a integrar o calendário do município e será comemorado no dia 10 de julho, quando também se celebra a libertação dos escravos no Amazonas. A lei é de autoria do vereador Jaildo dos Rodoviários (PCdoB).

Veja também

“Manaus está de portas abertas, mas precisa de recursos”, diz prefeito sobre receber nov... Reunião entre representantes de comitê e o prefeito Arthur Neto tratou da chegada de novos venezuelanos no mês de abril. Foto: Mário Oliveira/ Semcom Depois de defender uma maior participação federal nas ações humanitárias de acolhimentos aos refugiados venezuelanos, o p...
Prefeito vistoria obra da Djalma Batista e anuncia liberação de parte da avenida Prefeito anunciou que uma das faixas da Djalma deve ser liberada ainda esta semana, desafogando o trânsito. Foto: Alex Pazuello/ Semcom Durante visita ao canteiro de obras da avenida Djalma Batista, zona Centro-Sul, na manhã desta segunda-feira (19), o prefeito Arthur Vi...
Arthur diz que Manaus precisa de verbas federal e estadual para receber refugiados Anúncio do prefeito foi diante da comunicação do ministro da Casa Civil de que o governo federal vai distribuir 180 refugiados para Manaus. Foto: Márcio James/ Semcom O prefeito Arthur Virgílio Neto anunciou nesta sexta-feira (23), em entrevista coletiva realizada no Cen...
T1 renasce com obras de revitalização e novo padrão visual Novo calçamento começou a ser construído neste sábado e deve ser concluído no domingo, incluindo o trabalho de reposição de bancas. Fotos: Mário Oliveira/ Semcom Um novo terminal de integração, de cara nova e mais aconchegante aos usuários e trabalhadores que o utilizam, e...
Prefeitura analisa regulamentação do Uber em Manaus sem prejuízos aos taxistas Prefeito Arthur Virgílio Neto teve encontro com o gerente de políticas públicas da Uber no Brasil, Rafael Aloni. Foto: Mário Oliveira/ Semcom A Prefeitura de Manaus já tem em mãos estudos que vão orientar a regulamentação do Uber na capital. Uma apresentação com os argum...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook