Ano Novo

Felix Valois

Felix Valois

O que vou eu fazer no novo ano? Torcer pela seleção na Copa da Rússia está no programa, apesar da lembrança daqueles sete a um. Afinal de contas, faz parte da nacionalidade, não como item principal, mas como um daqueles acessórios que, sem serem muito pesados, ajudam a ver o pavilhão auriverde e transbordar de alegria. E olha que estamos precisando muito dela nestes tempos bicudos, para usar uma expressão que estava entre as preferidas de dona Lucíola. Por exemplo: li hoje que a Procuradoria da República ingressou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade contra o decreto presidencial concessivo do indulto natalino. Pior: a ministra presidente deferiu liminar. Fosse eu locutor esportivo e não perderia a oportunidade para exclamar: Que que é isso, minha gente?

Conceder indulto e graça são atribuições inarredáveis do presidente da República. Estabelecer os limites de cada um dos benefícios integra esse poder, de sorte que, buscar limitá-lo, constitui uma clara afronta aos princípios em que ele se sustenta. Não vem à balha, por absolutamente deslocado, o argumento de que o conteúdo do decreto tem como objetivo primacial favorecer os envolvidos na operação Lava-Jato. Mesmo que tenha sido esse o dado inspirador, não tem ele o condão de deslegitimar o decreto como ato jurídico perfeito e acabado. Dizer, como eu soube que foi dito, que o decreto interfere nas atribuições do poder judiciário, é algo que ensejaria conferisse eu um redondo zero ao aluno capaz de uma conclusão dessa ordem.

Vamos mudar de assunto. Essa mentalidade policialesca é insuportável em si mesma e, das pessoas normais, não deve merecer nenhuma consideração além do desprezo. Que tal falar de eleições? Vão elas acontecer no ano que se avizinha e o cenário não é muito alentador. Lula quer ser candidato de novo e só fico a me perguntar como isso pode ser possível depois de tudo o que esse senhor aprontou para o país. Mais grave: aparece nas pesquisas (ah, as pesquisas!) como preferido. Ou eu fumei maconha (o que não é compatível com a minha idade) ou essa gente toda está vadiando num mundo de irresponsabilidade e inconsequência.

Depois da ditadura, o lulopetismo foi, com certeza e sem medo de errar, a maior catástrofe que já se abateu sobre este país, causando efeitos maléficos duradouros e de quase impossível controle. O paternalismo das bolsas (estas, é verdade, herança de Fernando Henrique) e das cotas é uma praga que se espraia e contamina com a mesma versatilidade da peste bubônica. Vai ele ferindo de morte a dignidade dos cidadãos, relegando-os à condição de pedintes oficiais, a implorar a esmola que um Estado implacável lhes oferece como dádiva, transmudando em favor o que deveria ser obrigação primária.

Depois, dizem que vem o Bolsonaro. Será possível isso ou estou enfrentando um daqueles pesadelos que causam suor frio e aumento de pressão arterial? Entre as frases selecionadas pelo jornal O Globo como as mais interessantes de 2017, está uma desse troglodita em que ele se orgulha de ter tido três filhos do sexo masculino e, depois, “deu uma fraquejada” e veio uma menina. Francamente. Claro que é direito dele pleitear a honra de governar o país, ainda mais sabendo, pelas tais pesquisas, que ele não está só nessa jornada de obscurantismo e atraso. (Aqui mesmo em Manaus, os alunos de um colégio militar se perfilaram diante do ídolo, só tendo faltado o “Hail, Hitler). Mas isso não tem o condão de afastar, pelo menos de mim, o apavoramento diante da possibilidade de ver o meu país entregue a alguém que endossa a tortura.

Vou ver a queima de fogos, esse desperdício de dinheiro com que se saúda a mudança. E, enquanto ela acontecer, vou beijar mulher, filhos e netos, tomar um gole de champanhe, como brinde, e continuar a sorver meu inigualável Jhonnie Walker vermelho. Tomara que toda essa efusão não me faça esquecer da realidade de que sou brasileiro, tenho compromisso com o meu país e a ele devo lealdade. Acredito, por isso, que vamos ganhar a Copa e Bolsonaro e Lula não vão ganhar a eleição. É o mínimo que posso esperar do Ano Novo. Que desejo seja feliz para todos.

* Félix Valois é advogado, professor universitário e integrou a comissão de juristas instituída pelo Senado Federal para elaborar a proposta de reforma do Código de Processo Penal.

Veja também

Guias do IPTU 2018 já podem ser emitidas via internet A estimativa é de uma arrecadação de R$ 220 milhões do IPTU 2018, ou seja, 52,5% do valor lançado neste exercício. Foto: Marcio James/Semcom. A Prefeitura de Manaus concluiu nesta quinta-feira, 18/1, o lançamento anual do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em seu ...
Provas do concurso da Semed serão aplicadas no domingo para mais de 22 mil candidatos Os candidatos que estão concorrendo às 400 vagas para professor e formação de cadastro de reserva da Secretaria Municipal de Educação (Semed) vão realizar as provas neste domingo, 21/1. A avaliação será realizada pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Executivo (Ibad...
Corpos Artísticos do Amazonas oferecem vagas com salários de até R$ 5,5 mil As vagas são para bolsistas, músicos profissionais, coralistas e bailarinos profissionais. Foto: SEC/Divulgação A Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural (AADC), por meio do Governo do Amazonas, iniciou inscrições para Processo Seletivo, com audição interna e extern...
Dia Nacional do Fusca será comemorado com exposição de carros antigos Pelo menos 150 fuscas vão ficar expostos no Largo de São Sebastião. Foto: Divulgação Neste domingo (21/1), a partir das 8h, o Largo de São Sebastião será cenário de uma exposição de carros antigos em comemoração ao Dia Nacional do Fusca. O evento, que tem entrada franca, s...
Serviço: advogados lutam por vaga de desembargador. Veja os prazos e nomes de concorrentes Advogados lutam por vaga no TJAM. Veja alguns prováveis candidatos e saiba quais são as leis e prazos que regem a disputa pelo cargo de desembargadorComeçou a disputa pela vaga de desembargador, do 5º Constitucional obrigatório da Ordem dos Advogados do Brasil no Amazon...

Um comentário para “Ano Novo

  1. Gina disse:

    Maravilhoso texto, como tudo que faz Felix Valois!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook