Sábado, 21 de abril de 2018

Operação ‘Estado de Emergência’ apreendeu carros, relógios e R$ 390 mil em espécie. Dinheiro estava no sítio e nas empresas da ex-primeira dama Edilene

Momento em que o ex-governador José Melo chegava na sede da PF acompanhado de agentes federais. Foto: Divulgação

Durante a operação ‘Estado de Emergência’, deflagrada nesta quinta-feira (21) pela Polícia Federal, foram apreendidos R$ 390 mil em espécie, dos quais R$ 90 mil estavam no sítio do ex-governador localizado no Ramal do Banco, no município de Rio Preto da Eva e o restante, R$ 300 mil nas empresas da ex-primeira dama e na residência do casal, no bairro Flores.

Além do dinheiro, os agentes apreenderam carros e relógios de propriedade de Melo e Edilene.

O governador José Melo continua detido na sede da Polícia Federal e será encaminhado nesta tarde ao IML para fazer exame de corpo de delito. Ele deverá ser levado para o Centro de Detenção Provisória Masculino, onde estão os ex-secretários Afonso Lobo da Sefaz, Pedro Elias e Wilson Alecrim da Susam, o irmão Evandro Melo e o ex-chefe da Casa Civil, Raul Zaidan.

Melo teve a prisão temporária decretada porque além de seu nome aparecer nas conversas do empresário Mouhamed Moustafa como sendo beneficiário da propina oriunda dos recursos da saúde do Amazonas, a investigação analisou a evolução patrimonial do ex-governador. A Controladoria Geral da União (CGU) identificou uma discrepância entre o salário de R$ 30 mil como governador e as movimentações nas contas correntes e supervalorização dos bens, como um imóvel no valor de R$ 7 milhões, além das altas despesas necessárias para manter a propriedade que conforme a PF, não condizem com os ganhos mensais de Melo a partir de 2014, quando foi eleito governador do Amazonas.

Atos do decreto estão sendo investigados

O delegado Alexandre Saraiva responsável pela Operação ‘Estado de Emergência’ disse ainda que todos os atos do ex-governador José Melo e do comitê de gestão integrada formado em decorrência do decreto que decretou Estado de Emergência estão sendo investigados, visto que os ex-secretários que formavam o comitê já estão presos.

Ramal foi asfaltado com recursos públicos

A investigação da Polícia Federal confirmou ainda que o Ramal do Banco, onde está localizado o sítio do ex-governador, no município de Rio Preto da Eva, foi asfaltado com recursos do Governo do Estado e que a melhoria foi somente para beneficiar a propriedade de Melo.

Caseiro preso

Ainda durante a prisão de Melo, o caseiro do sítio que não teve o nome revelado durante a coletiva, também foi preso por estar portando ilegalmente uma arma de fogo

 

Veja também

Concurso da Polícia Federal abrirá 500 vagas para cinco carreiras O diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro, autorizou a realização de concurso público para 500 vagas para as cinco carreiras policiais. De acordo com o órgão, o edital de abertura das inscrições, previsto para ser publicado em até seis meses, informará que para...
José Melo e Edilene devem deixar Centro de Detenção amanhã para cumprir prisão domiciliar Melo e Edilene estão no presídio comum, em celas isoladas. Foto: Divulgação O Tribunal Regional Federal da 1ª Região deferiu parcialmente o Habeas Corpus em favor do ex-governador José Melo e da ex-primeira dama Edilene Melo, que foram presos no dia 26 de dezembro de 201...
Polícias fazem operação de combate a crimes fronteiriços em Santo Antônio do Içá Policiais militares, civis e federais realizam operação de combate ao tráfico e crimes fronteiriços em Santo Antônio do Içá. Fotos: Divulgação As polícias Civil, Militar e Federal realizaram operação de combate ao tráfico de drogas em Santo Antônio do Içá neste fim de se...
PF faz apreensão de 260 kg de maconha skunk em lancha perto de Iranduba. Preso receberia R$ 30 mil p... Droga estava em uma lancha e apenas um homem de 37 anos foi preso. Ele contou que receberia R$ 30 mil pelo transporte. Fotos: DRE-PF Mais de 260 quilos de maconha tipo skunk foram apreendidos pela Polícia Federal na calha do rio Solimões, na madrugada deste sábado (14)...
PRF-AM lamenta morte de policial em Roraima e diz que caso segue em investigação Durante ação da Polícia Civil de Roraima, Ivo Seixas, policial rodoviário federal, foi atingido por disparos de arma de fogo em circunstâncias ainda apuradas. Foto: Reprodução Durante ação da Polícia Civil do Estado de Roraima na noite do último sábado (7), em um hotel n...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook