Ministro amazonense do STJ manda prender presidente de TCE e cancela viagem a Manaus

Ministro amazonense do STJ não costuma faltar a compromissos

Ministro Mauro Campbell ficou à disposição do STF no julgamento de HC de presidente de TCE

O ministro Mauro Campbell, amazonense, integrante do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ficou impedido de vir a Manaus. Ele era um dos principais convidados do Simpósio Nacional de Ouvidorias, no Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM). “Estava a caminho do aeroporto quando questões processualísticas me obrigaram a ficar”, disse o ministro. O portal do Marcos Santos descobriu que ele relatou condenação e prisão do presidente do TCE do Espírito Santo.

Valci José Ferreira de Souza, condenado por peculato e lavagem de dinheiro, foi flagrado nas investigações “Caso seguro da Assembleia” e “Esquema Beija-Flor”. Estava envolvido em esquema de fraude de licitações e desvio de dinheiro em obras públicas superfaturadas, no Espírito Santo. O relator da condenação cível, à época, com afastamento da presidência do TCE-ES, foi o falecido ministro Teori Albino Zavascki. Mauro Campbell relatou o processo penal e pediu a condenação a 10 anos, em regime fechado, confirmada pelo STJ.

 

Habeas Corpus do ministro amazonense

Não é difícil imaginar o que ocorreu para o cancelamento da vinda do ministro a Manaus, uma vez que ele não falta a compromissos. Mauro Campbell estava no carro quando soube do Habeas Corpus (HC) pedindo a soltura do presidente do TCE do Espírito Santo. Resolveu ficar, para o caso de algum pedido de explicação do STF.

Soltura de Valci desmoralizaria a Justiça, seria péssimo exemplo para capixabas e afrontaria a memória de Zavascki, amigo de Campbell. Quando veio a decisão, mantendo a prisão, ele não tinha mais tempo para chegar a Manaus.

 

Negativa

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, que julgou HC 149395, negou a liminar que soltaria Valci José. A defesa sustentou que a ação penal no STJ deveria ser anulada. Pediu que fosse redesignado o interrogatório do réu para o final do processo, com base no que determina a Lei 11.719/2008. Dizia que seu cliente já contava com 70 anos de idade na data do julgamento dos primeiros embargos de declaração. Faria jus, portanto, à redução do prazo prescricional constante do artigo 115 do Código Penal. Pede, ainda, que o réu possa aguardar em liberdade a efetivação do direito ao duplo grau de jurisdição.

 

Decisão

O ministro Alexandre Moraes não verificou manifesto constrangimento ilegal que permita a concessão da medida liminar. Quanto ao interrogatório do réu, o relator explicou que o ato foi realizado antes da vigência da Lei 11.719/2008. É desnecessária sua renovação, diante do princípio “tempus regit actum” (o ato é regido pelas leis de seu tempo). O entendimento adotado pelo STJ se amolda à jurisprudência do Supremo, lembrou o ministro, conforme o site do STJ.

Quanto à redução da prescrição, o STF tem decidido diferente do que pediram os advogados. Regra estabelecida pelo artigo 115 do CP apenas beneficia réu que já tenha completado 70 anos na data da condenação. E não na data em que o título condenatório se torna definitivo ou é confirmado em grau de recurso.

Já quanto ao pedido de liberdade, a alegação foi de que o julgamento se deu em instância única, sem duplo grau de jurisdição. O relator frisou que o pleito vai de encontro à atual jurisprudência do Supremo. A execução provisória é juridicamente possível quando a condenação, em razão de foro por prerrogativa de função, decorrer de decisão única proferida por colegiado competente. Aí o duplo grau de jurisdição não se aplica aos casos de jurisdição superior originária. Ele citou nesse sentido o julgamento, pela Primeira Turma do STF, do agravo regimental no HC 140213, diz o site do STJ.

Veja a íntegra da decisão do ministro Alexandre Moraes, julgando o HC que anularia o entendimento de Mauro Campbell:

Decisão de Alexandre Moraes (STF)

Veja também

Prefeitura vai ajudar Musa a aumentar número de visitantes e se consolidar como atração turística... O prefeito em exercício, Marcos Rotta, no lago das vitórias régias, no MUSA. Foto: Alexandre Fonseca/Seminf.Acompanhado do secretariado municipal, o prefeito em exercício e secretário municipal de Infraestrutura (Seminf), Marcos Rotta, visitou na manhã deste sábado, 20/...
Homens furtam quase 200 óculos de grifes de ótica na zona Leste. Assista o vídeo Imagem do assaltante registrada por câmeras de vigilância. Foto: ReproduçãoTrês homens entraram na madrugada deste sábado, 20/01, na Mega Ótica, localizada na Av. Autaz Mirim, bairro São José, zona Leste, e levaram quase 200 óculos de grife, armações e outros objetos da...
Preso mais um suspeito de matar esportista britânica. Polícia procura por irmão Emma Kelty, 43 anos, foi morta no dia 13 de setembro de 2017, na Ilha do Boeiro, Comunidade Lauro Sodré, em Coari. Foto: ReproduçãoErinilson Ferreira da Silva, 24, conhecido como “Nilsinho”, foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva, na manhã deste sábado....
Amazonino anuncia que vai intensificar a entrega de títulos de imóveis na capital e interior A secretária de Política Fundiária, Paula Kanzler, e o governador Amazonino Mendes entregam o titulo definitivo de imóvel a uma das beneficiadas. Foto: Clóvis Miranda/SecomO governador do Amazonas, Amazonino Mendes, anunciou que vai intensificar a entrega de títulos def...
Cardápio pró-imunidade: veja quais alimentos podem turbinar sua saúde e afastar doenças O poder de determinados alimentos em estimular o sistema de defesa do organismo é um fato cada vez mais corroborado pela ciênciaJá dizia a sabedoria popular: “somos o que comemos”. A relação entre alimentação e saúde nunca esteve tanto em evidência, sobretudo em tempos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook