Diabetes: entenda quais são os tipos e como se prevenir da doença que mata uma pessoa a cada 10s no mundo

Dia 14 de novembro é lembrado como o Dia Mundial do Diabetes, doença que cada vez mais atinge os brasileiros. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), desde 1980 o número de pessoas vivendo com diabetes quadriplicou e alcançou os 422 milhões (em 2014), especialmente em países em desenvolvimento. No Brasil, são aproximadamente 14 milhões de diabéticos, sendo que metade não sabem que são portadores da doença ou não conhecem as formas de prevenção e tratamento.

A diabetes é classificada em dois tipos, 1 e 2. O tipo 1 é uma patologia genética autoimune, que ocorre ao acaso, onde o indivíduo nasce com anticorpos contra as células do pâncreas, e com isso desenvolve a doença por falência na produção de insulina. Já o tipo 2, está relacionado com a herança familiar e com o estilo de vida. Essa é a variação que mais vem crescendo e mostra que os números alarmantes das pesquisas estão associados aos maus hábitos da vida moderna, como o sedentarismo, estresse e dietas inadequadas, colaborando para a propagação da doença que está na lista das principais causas de morte no mundo.

Segundo Raquel Resende, endocrinologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, as complicações decorrentes da diabetes podem ser devastadoras. “As consequências são várias e podem atingir partes importantes do corpo, como os rins, olhos, vasos sanguíneos, circulação e nervos. Além disso, infarto agudo do miocárdio, AVC e amputações também são complicações frequentes nos diabéticos mal controlados.”

É crescente também o número de crianças com diabetes tipo 2. Segundo a American Diabetes Association, há 50 anos, 3% de todos os casos ocorriam em crianças e adolescentes. Já atualmente, essa faixa etária corresponde a 30 em cada 100 casos. “Hoje em dia estamos vendo cada vez mais crianças e adolescentes já com o diagnóstico de diabetes tipo 2 ou pré-diabetes, desenvolvidas a partir de fatores como obesidade, sedentarismo e maus hábitos alimentares”, explica a endocrinologista.

 

 

Fique atento aos sintomas!

  • Sede excessiva
  • Micção frequente
  • Fome
  • Cansaço
  • Visão turva

 

Como prevenir o Diabetes tipo 2?

  • Evitar a ingestão de açúcares e gorduras em excesso
  • Praticar atividades físicas
  • Adotar uma alimentação equilibrada
  • Monitorar periodicamente os níveis de glicemia no sangue
  • Controlar o stress
  • Cuidar do sono

 

Veja também

Feiras e exposições agropecuárias terão R$ 5 milhões em crédito neste ano A Afeam vai apoiar 15 feiras e exposições agropecuárias em Manaus e no interior. Foto: Arquivo As feiras e exposições agropecuárias no Amazonas terão R$ 5 milhões, em 2018, para o financiamento de máquinas, implementos agrícolas e aquisição de animais. O recurso será dispo...
CGL-AM lança licitação para as obras de conclusão do Hospital do Sangue em Manaus A obra do Hospital do Sangue está orçada em R$ 42,3 milhões. Foto: DivulgaçãoA Comissão Geral de Licitação do Estado do Amazonas (CGL-AM) lança, nesta quarta-feira (17/01), o edital nº 004/18, que visa contratar uma empresa para realizar as obras de conclusão do...
David Assayag completa 50 anos e considera toada de boi bumbá ‘madura para explodir’ David Assayag completa 50 anos e está no estúdio, gravando o CD do Caprichoso 2018. Na foto, Alysson Low (esquerda, dono do Studio ABM, local da gravação), maestro Labamba, colunista Sinny Lopes, David Assayag, Babá Tupinambá (presidente do Caprichoso), Neil Armstrong (maes...
Parintins: Carnailha voltará à avenida Paraíba e terá novo formato    Reunião entre o prefeito Bi Garcia e a Associação Carnavalesca de Parintins acertou os detalhes do Carnailha 2018. Foto: DivulgaçãoFoi definido em reunião entre Prefeitura e Associação Carnavalesca de Parintins (ASCAP) o novo formato do Carnailha 2018. O carnaval voltar...
Descartado surto de Febre Amarela em Manaus Foto: Arquivo/MS Manaus não corre nenhum risco de ocorrência de surto de febre amarela, como o que vem acontecendo no Estado de São Paulo e ocorreu no ano passado em Minas Gerais. A afirmação foi feita pelo secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, para tranquilizar ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook