Pai preso por estupro da primeira filha aos 3 anos, volta para cadeia. Ele abusou da segunda filha de 12 anos

Homem de 46 anos vai voltar para a cadeia pelo estupro da filha de 12 anos. Ele já havia cumprido pena pelo abuso da primeira filha, quando ela tinha somente 3 anos de idade. Fotos: Divulgação PC-AM

Um homem de 46 anos foi preso nesta segunda-feira (13) em cumprimento a mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável praticado contra a filha dele, uma adolescente de 12 anos. A prisão ocorreu no loteamento Riacho Doce, bairro Cidade Nova, zona Norte.

O cumprimento do mandado foi feito pela equipe de investigação da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), sob o comando da delegada titular Juliana Tuma.

Irmãs denunciaram

O infrator foi detido após a adolescente e a irmã dela, uma moça de 26 anos, formalizarem denúncia na especializada por estupro de vulnerável em julho deste ano.

Foi requerida medida protetiva em favor da adolescente, onde foi determinado o afastamento do pai da casa onde morava com a companheira e três filhas, até o término das investigações.

“Durante as diligências em torno do caso constatamos que, além de abusar sexualmente da filha dele de 12 anos desde os 11 anos de idade, ele também cometeu o mesmo crime com outra filha dele, atualmente com 26 anos. Na especializada a mulher relatou que havia sido vítima de abusos sexuais cometidos pelo pai quando ela era criança. Ele já foi preso e cumpriu pena pelo crime cometido contra ela”, explicou Tuma.

Exame no IML

A delegada ressaltou, ainda, que a adolescente de 12 anos foi submetida a exame de conjunção carnal no Instituto Médico Legal (IML), que constatou a prática libidinosa.

Durante depoimento na Depca o infrator relatou que iniciou os abusos sexuais com a filha de 26 anos quando ela tinha 3 anos de idade. Além das duas, o infrator tem mais uma filha de dois anos.

Centro de Detenção

Segundo Tuma, após as constatações dos fatos, foi representado a Justiça mandado de prisão preventiva por estupro de vulnerável em nome do homem.

O documento foi expedido no dia 9 de novembro deste ano pela juíza Patrícia Chacon de Oliveira Loureiro, na Vara Especializada em Crimes Contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes.

Na Depca o homem foi indiciado por estupro de vulnerável. Após os procedimentos cabíveis na unidade policial, o infrator será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde ficará à disposição da Justiça.

Delegada Juliana Tuma disse que infrator, durante depoimento, relatou que iniciou os abusos sexuais com a filha de 26 anos quando ela tinha 3 anos de idade

Veja também

Operação apreende veículos, drogas e armas em Iranduba Fotos: DivulgaçãoUma operação da Polícia Civil deflagrada em Iranduba (distante 27 quilômetros de Manaus) nesta sexta-feira (19) apreendeu dezenas de carros e motos, além de drogas e armas.A ação foi realizada por equipes da Delegacia Especializada e Roubos, Furtos ...
Agentes da Seai fazem treinamento para abordagens de alto risco a embarcações, crime organizado e na... Policiais e agentes de Inteligência concluíram curso "Operações Ribeirinhas" voltado para qualificar combate ao crime organizado e narcotráfico pelos rios do Amazonas. Foto: Divulgação SSP-AMVisando o fortalecimento do combate ao crime organizado e ao narcotráfico nos r...
SSP-AM renova contrato para forças especiais das Polícias Militar e Civil usarem fuzis do Exército... Convênio assinado hoje garante por seis meses a utilização de 70 fuzis do Exército pelo efetivo de tropas especializadas do sistema de segurança público. Fotos: Valdo Leão/ SecomA Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) e o 12° Batalhão de Suprimento do Com...
Polinter prende foragido da Justiça por roubo no São Jorge Orlean Gonçalves, 21, foi detido em cumprimento a mandado de prisão em aberto nesta sexta-feira. Foto: DivulgaçãoNesta sexta-feira (19), equipes da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP), sob a coordenação do delegado titular Samir Freire, cumpriram manda...
Desaparecimento de Andressa Castilho completa 52 dias. Pai pede ajuda para exames de DNA e encontrar... No Compaj, numa área de lazer para os detentos, foi encontrado material como sangue e machadinha ligados à execução de detento, última pessoa que teria visto Andressa. Fotos: DivulgaçãoCinquenta e dois dias depois do desaparecimento de Andressa Castilho, 23, sumida desd...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook