Tribunal do Júri condena homem a 14 anos de prisão por assassinato de sargento da Polícia Militar

No julgamento, um dos acusados foi absolvido por falta de provas, mas Romário Correa, que já está preso, foi condenado pela morte do sargento ocorrida em 2015, na avenida do Turismo. Foto: Igor Braga/ TJAM

O Conselho de Sentença da 3ª Vara do Tribunal do Tribunal do Júri julgou e condenou Romário Correa Chaves a 14 anos de prisão pelo morte do sargento da Polícia Militar Elcy Lima da Silva, 49, atingido com três tiros em 6 de maio de 2015, na avenida do Turismo, no bairro Tarumã, zona Oeste de Manaus.

A sentença foi proferida durante sessão no Fórum Ministro Henoch Reis, no São Francisco. Conforme a ação do Ministério Público do Amazonas, baseado no inquérito produzido pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), três pessoas teriam participado do crime, que começou com um roubo e terminou na morte do sargento: Everton Ricardo Lima, Rodrigo Pereira Melo e Romário Correa Chaves.

Foragido da Justiça

Durante o processo, no entanto, o juiz titular da 3ª Vara do Tribunal do Júri suspendeu a ação que tramitava contra o acusado Rodrigo Pereira Melo em virtude de o mesmo estar foragido da Justiça. Desta forma, o júri incluiu somente os acusados Everton Ricardo Lima e Romário Correa Chaves.

Durante o julgamento, o promotor de justiça Rogério Marques Santos pediu a absolvição do réu Everton Ricardo Lima, alegando não ter encontrado indícios de participação dele no crime.

Mas pediu a condenação de Romário Correa Chaves pelos crimes de homicídio qualificado, roubo tentado e furto qualificado. O Conselho de Sentença acatou a tese do promotor, absolveu Everton e condenou Romário, que já cumpre pena no regime fechado e vai continuar preso.

O crime

De acordo com o inquérito policial, os indiciados foram até a rua Sardinha, bairro Tarumã, na zona Oeste, para roubar objetos e um veículo de uma residência.

Porém, ao pular o muro, o alarme da casa soou e afugentou os elementos. Na fuga, eles se depararam com o vigia do condomínio, o sargento Elcy Lima da Silva, que dirigia uma motocicleta. Ele reagiu e acabou sendo baleado e morto pelos assaltantes, que ainda teriam levado sua arma e a moto.

Veja também

Comarcas do interior pautam 42 sessões de julgamentos. Manaus terá 53 casos julgados de crimes contr... Ao todo, TJAM terá 95 processos em julgamento em novembro relacionados a crimes dolosos contra a vida. Foto: Igor Braga/ TJAMO Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) pautou o julgamento de 95 processos relacionados a crimes dolosos contra a vida para novembro, Mês Nacio...
Tribunal julga 5 processos de feminicídios no Mês Nacional do Júri Vara do Tribunal do Júri julgou cinco casos de homicídios e tentativas de homicídio contra mulheres, sendo que em três deles houve condenação. Foto: ArquivoA 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus julgou cinco processos de homicídios e tentativas de homicídios...
Justiça determina que Detran encerre monopólio do serviço de inspeção veicular no Estado TJAM deu provimento à apelação do MPE para encerrar monopólio de empresa para fazer inspeção veicular do Detran. Em caso de descumprimento, multa diária é de R$ 10 mil. Foto: ArquivoA Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) deu provimento à apela...
Acusados de latrocínio de subtenente do Exército são condenados a mais de 20 anos de prisão Dênis de Oliveira e Marcelo Martins foram presos no dia 5 de abril passado e condenados pelo latrocínio do subtenente Ladeira. Foto: ArquivoO juiz titular da 1ª Vara Criminal da Comarca de Manaus, Luís Márcio Nascimento Albuquerque, condenou nesta quinta-feira (16), doi...
Ligado ao narcotraficante “João Branco”, “Gigante” deu ordem para executar P... Segundo titular da DEHS, "Gigante" teria ordenado execução do soldado Portilho sem consultar cúpula da FDN, uma das razões para ter fugido de Manaus, com medo de represália. Ele arrecadava dinheiro do tráfico semanalmente na invasão. Foto: Divulgação PC-AMRodolfo Barros...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook