Tribunal do Júri condena homem a 14 anos de prisão por assassinato de sargento da Polícia Militar

No julgamento, um dos acusados foi absolvido por falta de provas, mas Romário Correa, que já está preso, foi condenado pela morte do sargento ocorrida em 2015, na avenida do Turismo. Foto: Igor Braga/ TJAM

O Conselho de Sentença da 3ª Vara do Tribunal do Tribunal do Júri julgou e condenou Romário Correa Chaves a 14 anos de prisão pelo morte do sargento da Polícia Militar Elcy Lima da Silva, 49, atingido com três tiros em 6 de maio de 2015, na avenida do Turismo, no bairro Tarumã, zona Oeste de Manaus.

A sentença foi proferida durante sessão no Fórum Ministro Henoch Reis, no São Francisco. Conforme a ação do Ministério Público do Amazonas, baseado no inquérito produzido pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), três pessoas teriam participado do crime, que começou com um roubo e terminou na morte do sargento: Everton Ricardo Lima, Rodrigo Pereira Melo e Romário Correa Chaves.

Foragido da Justiça

Durante o processo, no entanto, o juiz titular da 3ª Vara do Tribunal do Júri suspendeu a ação que tramitava contra o acusado Rodrigo Pereira Melo em virtude de o mesmo estar foragido da Justiça. Desta forma, o júri incluiu somente os acusados Everton Ricardo Lima e Romário Correa Chaves.

Durante o julgamento, o promotor de justiça Rogério Marques Santos pediu a absolvição do réu Everton Ricardo Lima, alegando não ter encontrado indícios de participação dele no crime.

Mas pediu a condenação de Romário Correa Chaves pelos crimes de homicídio qualificado, roubo tentado e furto qualificado. O Conselho de Sentença acatou a tese do promotor, absolveu Everton e condenou Romário, que já cumpre pena no regime fechado e vai continuar preso.

O crime

De acordo com o inquérito policial, os indiciados foram até a rua Sardinha, bairro Tarumã, na zona Oeste, para roubar objetos e um veículo de uma residência.

Porém, ao pular o muro, o alarme da casa soou e afugentou os elementos. Na fuga, eles se depararam com o vigia do condomínio, o sargento Elcy Lima da Silva, que dirigia uma motocicleta. Ele reagiu e acabou sendo baleado e morto pelos assaltantes, que ainda teriam levado sua arma e a moto.

Veja também

Homem com pés e mãos amarrados é jogado de carro e morto a tiros na zona Norte Um homem, até o momento não identificado, foi morto com pelo menos menos cinco tiros na noite desta sexta-feira (19).O crime aconteceu nas proximidades do Centro de Convivência da Família, na rua Penetração, no bairro Amazonino Mendes, zona Norte. Jogado de carro Segun...
Preso acusado de assassinato em Manacapuru. Ele foi detido quando lavava roupa usada no crime A equipe da Força Tática do 9º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Manacapuru prendeu, em flagrante, nas primeiras horas desta sexta-feira (19), Joel Soares de Oliveira, 27, acusado de homicídio no momento em que o mesmo estava lavando a roupa usada na hora do delito.Du...
Mulher é presa acusada de mandar matar o vizinho por causa de 35 cm de um terreno Maria do Socorro não revelou quanto pagou para dois homens matarem vizinho que teria invadido um trecho do seu terreno. Foto: DivulgaçãoMaria do Socorro Cavalcante Alencar, 51, foi presa em Itacoatiara acusada de ser mandante do assassinato de Raimundo Charles Gonza...
Polícia Civil prende em Coari homem procurado por homicídio. Crime aconteceu em Juruá Gilvan Medeiros, 18, foi detido em cumprimento a mandado de prisão preventiva por homicídio. Foto: DivulgaçãoGilvan Medeiros de Araújo, 18, foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva por homicídio qualificado, nesta quarta-feira (17).A prisão foi feita ...
Dois acusados de matar criança em Autazes são condenados a mais de 12 anos de prisão. Um réu foi abs... Conselho de Sentença condenou Gilbervan e Gilmara a mais de 12 anos de prisão, absolvendo o réu Gilbervan. Foto: DivulgaçãoO Conselho de Sentença da Comarca de Autazes (distante 118 quilômetros de Manaus) condenou Gilbervan de Jesus Elói e Gilmara França de Souza a 12 a...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook