Trabalhadores de Manaus fazem mobilização contra reforma trabalhista nesta sexta-feira

Trabalhadores de todas as categorias da iniciativa privada, servidores públicos federais, estaduais e municipais, bem como aposentados e integrantes de diversos movimentos sociais, comunitários e estudantis de Manaus estarão unidos, neste dia 10 de novembro, para um grande ato contra a Reforma Trabalhista, aprovada em 13 de julho de 2017 e que entra em vigor no dia 11 deste mês. A concentração acontece às 16h, na Praça Heliodoro Balbi (Praça da Polícia), Centro.

É o que garantem os organizadores do Dia Nacional de Lutas, Mobilizações e Paralisações, convocado pelas direções gerais da Central Sindical e Popular (CSP-Conlutas), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Nova Central Sindical e Central única dos Trabalhadores (CUT).

Os representantes regionais de cada entidade, bem como de inúmeros sindicatos e movimentos sociais, estiveram reunidos em plenária na noite da última terça-feira (7), no Sindicato dos Metalúrgicos, Praça 14, quando deliberaram sobre todas as atividades programadas para este que esperam ser um grande marco contra todos os desmandos do governo Temer e seus aliados no Legislativo e do Judiciário.

“Será uma luta contra todos os retrocessos que vêm sendo implementados pelo governo golpista, como a Reforma Trabalhista, Emenda Constitucional (EC) 95/17, Programa de Demissão Voluntária (PDV) dos servidores, portaria do trabalho escravo e a famigerada Reforma da Previdência, em tramitação, mas, sobretudo, a favor da democracia em nosso país, pois esse é o bem maior que está em jogo frente à ditadura que nos está sendo imposta pelo capital que financia e faz refém a classe política”, diz o secretário geral do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Amazonas (Sindsep-AM), Walter Matos.

O sindicalista, que na plenária de terça também representou a executiva da CUT, lembra que apenas a união de todos será capaz de frear tamanha sangria que vem sendo praticada contra os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil.

Protestos

Segundo ficou definido no encontro, na manhã desta sexta-feira (10) haverá atos e protestos setorizados em diversas empresas e órgãos públicos e também em terminais de ônibus e pontos chaves da cidade, protagonizados não só por trabalhadores, mas também por integrantes do Movimentos de Mulheres em Luta, Movimento Estudantil, Movimento de Luta Popular (MLP) e Frente de Lutas Manaus Fora Temer. Já na parte da tarde, acontece a união de todas as categorias, que sairão em marcha pelas ruas do Centro da capital.

“Estamos em estado de mobilização desde o início da semana, com diversas ações pontuais em entidades públicas e terminais da cidade. Nesta quinta, assim como outros movimentos sociais, vamos intensificar nossas ações em diversos outros espaços, convocando a sociedade para que não se cale diante do retrocesso civilizatório que está sendo posto em prática por esse presidente ilegítimo”, informa Luis Cláudio Correa, representante da Frente de Lutas Manaus Fora Temer e vice-presidente do Sindicato dos Servidores da Justiça do Trabalho no Amazonas e Roraima (Sitra-AM/RR).

Para a presidente da CTB-AM, Isis Tavares, os atos deste dia 10 devem representar um grande pontapé do movimento de retomada da luta dos trabalhadores pelos seus direitos conquistados. “São tantas as pauladas que a classe tem ficado meio atônita, mas esperamos que este seja um ato de retomada da nossa consciência e disposição para lutar, visto que as reformas não apenas comprometem conquistas históricas de inúmeras gerações, mas também o futuro das próximas que virão”.

 

Veja também

Manaus vai sediar encontro da ANS sobre regulação de Planos de Saúde A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) está preparando mais uma edição do Encontro ANS, evento direcionado aos agentes do setor para discutir temas relacionados à regulação do mercado de planos de saúde. A atividade ocorrerá nos dias 21, 22 e 23 de novembro, em Ma...
Amazonas é destaque no encerramento da COP23, na Alemanha  O “Amazonas for the planet program”, lançado pelo Governo do Amazonas na 23ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP23), em Bonn, na Alemanha, foi destaque nesta sexta-feira (17/11), no encerramento do evento. Com a participação de 197 países empenhad...
Governo do Amazonas inicia processo de licitação para construir três novos presídios no interior do ... Foto: Stéfany Seixas/ SeapPor determinação do governador Amazonino Mendes, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) encaminhou à Comissão Geral de Licitação (CGL) processos para abertura de certame visando a contratação de empresas especializad...
Uma surpresa Eis senão quando, vejo-me “autor”. Conto como ocorreu o fenômeno: agindo à sorrelfa, numa trama digna de “thriller” cinematográfico, meus quatro filhos reuniram alguns destes escritos que eu cometo semanalmente, convenceram uma editora e publicaram o conjunto em forma de um ...
Arthur defende liberação da maconha, homossexuais e privatização. E pode renunciar em abril Arthur está de boltanao belho estilo que polemiza e inquietaA Revista Exame, da Editora Abril, coloca o prefeito Arthur Virgílio entre os que renunciarão em abril de 2018. O jornal espanhol El País é mais contundente. Mostra um Arthur que defende da privatização total à...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook