Juiz decreta prisão de 205 indiciados por envolvimento no massacre do Compaj. Trinta e sete estão foragidos

Justiça do Amazonas decretou a prisão preventiva de 205 pessoas por envolvimento na morte dos 56 detentos durante a maior chacina ocorrida no Amazonas e uma das mais sangrentas do Brasil. Foto: Reprodução

O Juízo da 2ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus decretou a prisão preventiva de 205 pessoas que teriam tido participação ou envolvimento na morte de 56 detentos, durante rebelião ocorrida no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), ocorrido nos primeiros dias de janeiro deste ano, na capital amazonense.

A Justiça acompanhou parecer do Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE), e despachou na última sexta-feira (27), deferindo os decretos de prisão preventiva.

Na decisão, o Juízo determinou a prisão e custódia nos presídios federais de segurança máxima de 9 indiciados; mais 159 que encontram-se no sistema prisional amazonense em função de outros processos; e de mais 37 indiciados – estes, fugiram do Compaj durante as rebeliões e encontram-se foragidos.

Lei penal

O decreto de prisão se baseia no art. 312 do Código de Processo Penal (CPP), que prevê a aplicação da medida para a garantia da ordem pública, da ordem econômica, por conveniência da instrução criminal ou para assegurar a aplicação da lei penal.

Aos presos transferidos para presídio de segurança máxima, o Juízo determinou a expedição de Carta Precatória ao Juízo competente federal, na forma do art. 4º da Lei n.º 11.671/08, bem como determinou, em obediência ao art. 5º, §5º e artigo 10º, §1º, da Lei n.º 11.671/08, que os presos permaneçam no estabelecimento penal federal pelo prazo determinado de 360 dias, podendo ser renovável pelo Juízo processante caso seja necessário.

Os nomes dos acusados e o número dos autos não serão divulgados em função do processo tramitar em segredo de justiça.

Veja também

Envolvido em roubos a ônibus e foragido do Compaj é recapturado na casa da mãe Feliz Oliveira estava foragido do sistema desde abril deste ano, onde responde por crimes de roubo, tráfico e associação para o tráfico de drogas. Foto: Divulgação Felix Oliveira da Silva, 25, foragido do regime semiaberto do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) de...
Tribunal julga 5 processos de feminicídios no Mês Nacional do Júri Vara do Tribunal do Júri julgou cinco casos de homicídios e tentativas de homicídio contra mulheres, sendo que em três deles houve condenação. Foto: ArquivoA 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus julgou cinco processos de homicídios e tentativas de homicídios...
Justiça determina que Detran encerre monopólio do serviço de inspeção veicular no Estado TJAM deu provimento à apelação do MPE para encerrar monopólio de empresa para fazer inspeção veicular do Detran. Em caso de descumprimento, multa diária é de R$ 10 mil. Foto: ArquivoA Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) deu provimento à apela...
Acusados de latrocínio de subtenente do Exército são condenados a mais de 20 anos de prisão Dênis de Oliveira e Marcelo Martins foram presos no dia 5 de abril passado e condenados pelo latrocínio do subtenente Ladeira. Foto: ArquivoO juiz titular da 1ª Vara Criminal da Comarca de Manaus, Luís Márcio Nascimento Albuquerque, condenou nesta quinta-feira (16), doi...
Flávio Pascarelli assina a adesão do TJAM ao sistema previdenciário do Amazonprev Com a adesão oficializada pelo presidente do TJAM, desembargador Flávio Pascarelli, começam os trabalhos de migração da folha de pagamento dos inativos do tribunal para o Amazonprev. Foto: Raphael Alves/ TJAMO presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desemb...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook