Horário de Verão começa neste domingo em três regiões do país. Norte não precisa mudar

Horário de Verão começa neste domingo, mas Estados do Norte e Nordeste não vão precisar adiantar em uma hora o relógio para a medida. Foto: Arquivo

O Horário de Verão começa à 0h deste domingo (15), e os relógios deverão ser adiantados em uma hora para se adequar à medida. A mudança vai valer até o dia 18 de fevereiro de 2018. É possível que esta seja a última vez que o Horário de Verão seja adotado no Brasil. Isso porque autoridades do setor elétrico constataram mudanças nos hábitos de consumo de energia dos brasileiros.

De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o que mais tem influenciado o horário de pico do consumo de energia não é mais a incidência de luz solar, e sim a temperatura.

Este ano, o Horário de Verão valerá para as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. Nos Estados do Norte e do Nordeste não haverá mudança nos relógios.

A justificativa para a adoção da medida ano após ano é o aproveitamento do maior período de luz solar para economizar energia elétrica. Em 2013, o país economizou R$ 405 milhões, ou 2.565 megawatts (MW), com a adoção do Horário de Verão.

No ano seguinte, essa economia baixou para R$ 278 milhões (2.035 MW) e, em 2015 caiu ainda mais, para R$ 162 milhões. Em 2016, o valor economizado com Horário de Verão baixou novamente, para R$147,5 milhões.

Segundo o ONS, a redução na economia de energia com o Horário de Verão tem a ver com uma mudança no perfil e na composição da carga elétrica no país. Se antes o que determinava o horário de pico do consumo de energia era a incidência da luz solar, hoje é a temperatura. Com isso, o pico de consumo passou a ser entre 14h e 15h e não mais entre 17h e 20h.

Segundo o coordenador da Área de Regulação do Grupo de Estudos do Setor Elétrico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Gesel-UFRJ), Roberto Brandão, a mudança no perfil de consumo de energia também está relacionada ao uso de aparelhos de ar-condicionado, que costumam ser ligados nos horários mais quentes do dia; e, por outro lado, à substituição de lâmpadas incandescentes por modelos mais econômicos, o que reduz o gasto de energia com iluminação.

Por causa do ar-condicionado, o verão pode inclusive levar a um aumento na conta de luz dos consumidores, segundo o professor Reinaldo Castro Souza, do Departamento de Engenharia Industrial do Centro Técnico Científico da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (CTC/PUC Rio).

Um aparelho de ar-condicionado de mil watts de potência, por exemplo, se for ligado oito horas por dia, resulta em cerca de R$ 160 na fatura mensal, em média. Se o uso se estender para 16 horas por dia, o valor dobra, de acordo com o especialista.

Reavaliação

Em agosto, o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), o ONS e o Ministério de Minas e Energia chegaram à conclusão que, por causa dessa mudança de perfil de consumo de energia, a adoção do Horário de Verão atualmente “traz resultados próximos à neutralidade para o consumidor brasileiro de energia elétrica, tanto em relação à economia de energia, quanto para a redução da demanda máxima do sistema”.

Apesar da indicação, o governo decidir manter o Horário de Verão este ano, mas para o período 2017/2018 a medida será reavaliada.

 

Veja também

TSE pede que governo mude início do horário de verão de 2018 devido às eleições Ministro solicitou que horário de verão ocorra após o segundo turno das eleições de 2018O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) quer que o governo federal mude a data do horário de verão do próximo ano. Em encontro com o presidente Michel Temer, nessa quinta-feira (16), no ...
Falta de energia elétrica afeta abastecimento de água nas zonas Centro-Oeste e Norte A estação elevatória do bairro do Alvorada, zona Centro-Oeste, teve o fornecimento de energia elétrica interrompido nesta terça-feira (7), segundo informou a concessionária Manaus Ambiental.Em razão da falta de energia, ocorreu o desabastecimento em bairros das zonas Cen...
Moradores protestam contra falta de energia elétrica queimando pneus na Autaz Mirim Corpo de Bombeiros foi acionado para controlar chamas na via nesta noite de terça. Protesto é por falta de energia em áreas da avenida. Foto: DivulgaçãoMoradores da avenida Autaz Mirim, zona Leste, interditaram um trecho da via na noite desta terça-feira (31), em protes...
MPF-AM recomenda que Eletrobras instale energia em áreas com propriedade ou posse em litígio MPF recomendou que Eletrobras finaliza instalação de energia na área do igarapé do Bode, em Iranduba. Área tem problema com regularização fundiária. Foto: Divulgação O Ministério Público Federal no Amazonas (MPF-AM) recomendou que a Eletrobras finalize a instalação de ener...
Corte de energia em mercado, estádio e até Cirandódromo de Manacapuru é autorizado, por dívida da Pr... Corte de energia autorizado, prefeito admite dívida acumulada há décadas e que não houve recusa de negociar sem comprometer os serviços essenciais, o orçamento e as demandas do município. Poder Municipal tem grande rombo a sanar. Foto: DivulgaçãoCorte de energia dos "se...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook