Se Games of Thrones fosse no Amazonas, Norte do Brasil, veja quais seriam os personagens

Daenerys tem carisma, lidera personagens fortes, como o apaixonado guerreiro Jorah Mormont (foto), e contabiliza o famoso poder sobrenatural de “mãe dos dragões”, mas está novamente conduzindo a vida pelo amor, agora de Jon Snow. Os dois, aliás, unem o fogo dela e o gelo dele, no par perfeito da trama

A série Games of Thrones, ou ‘A guerra dos tronos’, da qual sou fã, está chegando à reta final, a HBO apresentou o último capítulo da 7ª temporada domingo (27/08) e tem sido objeto de especulações, no mundo inteiro. Mas e se os fatos ocorressem no Amazonas, com pernadas de toda sorte, personagens para todos os gostos e inacreditáveis manobras visando o poder? Quais seriam os personagens locais?

Amazonino Mendes, eleito governador até 2018, parece muito com Cersei Lannister, que, num ato supremo de humilhação do Grande Septo de Baelor, foi obrigada a desfilar nua pelas ruas de Porto Real, do Great Sept of Baelor ao Red Keep, enquanto era atacada pela população com fezes e lixo. Humilhação demais? Pense então numa aposentadoria súbita, em que as decisões se afastam de quem as concentrava e os acólitos desaparecem? Não foi assim com Amazonino, após aquele melancólico 2012? Cersei, depois, explode os inimigos e volta ao poder, numa virada espetacular, exatamente como nosso personagem, trocando o pijama pelo paletó e novamente poderoso.

Jon Snow, o mocinho que morre e é ressuscitado pelo senhor da luz, seria quem? Pode opinar. Aí embaixo tem um espaço para comentários e fique à vontade.

Daenerys, a mãe dos dragões, tem um fio condutor das suas aventuras e ambições, nos seus companheiros. É meio machista, pode acreditar, mas verídico. Primeiro foi Khal Drogo, dos Dothraki, no khalasar, e agora Jon Snow, o rei do Norte, os que a conduzem. Quem é “Maria vai com as outras”, apesar da força pessoal, no nosso universo político? Com a palavra você, leitor, que tem o espaço abaixo para opinar.

Tereza, que vê a série comigo, não concorda com esse raciocínio. Acha que Daenerys curva os homens aos seus objetivos e se curva apenas aos interesses maiores, como é o caso da guerra contra “Os outros”. Visão feminina. E ai de quem não a respeite.

Game Of Thrones é uma série campeã de audiência mundial, apresentada no Brasil pela HBO, que chega à sétima temporada, com dez capítulos por ano, no auge do sucesso. O autor, George R.R. Martins, começou a escrever a saga em 1996, anunciou que seriam sete livros e só escreveu cinco até agora. Vai lançar “The Winds of Winter” (Ventos do inverno) em 2018, mas disse que lançaria em 2015 e 2016 e não lançou.

A síntese é que você, fã da série, que espera os domingos ansiosamente para ver novo episódio, também precisa ter paciência até que algum personagem resolva oferecer uma perspectiva real de desenvolvimento para o Estado em que vive.

O Amazonas, Norte do Brasil, como o gélido Norte de Game of Thrones, é uma região abandonada, considerada inóspita pelo resto do País, mas de suma importância para a segurança e integridade nacionais. Por aqui passam drogas e armas responsáveis pela insegurança dos grandes centros, sem contar a cobiça por minérios e a maior floresta tropical do mundo.

É hora de o habitante da região reagir, como se fosse um dragão, cobrando providências imediatas para problemas que enfrenta no dia-a-dia, numa realidade que guarda várias semelhanças com a ficção em moda no mundo fantástico de Game of Thrones. É real.

Veja também

Manaus vai sediar encontro da ANS sobre regulação de Planos de Saúde A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) está preparando mais uma edição do Encontro ANS, evento direcionado aos agentes do setor para discutir temas relacionados à regulação do mercado de planos de saúde. A atividade ocorrerá nos dias 21, 22 e 23 de novembro, em Ma...
Amazonas é destaque no encerramento da COP23, na Alemanha  O “Amazonas for the planet program”, lançado pelo Governo do Amazonas na 23ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (COP23), em Bonn, na Alemanha, foi destaque nesta sexta-feira (17/11), no encerramento do evento. Com a participação de 197 países empenhad...
Governo do Amazonas inicia processo de licitação para construir três novos presídios no interior do ... Foto: Stéfany Seixas/ SeapPor determinação do governador Amazonino Mendes, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) encaminhou à Comissão Geral de Licitação (CGL) processos para abertura de certame visando a contratação de empresas especializad...
Uma surpresa Eis senão quando, vejo-me “autor”. Conto como ocorreu o fenômeno: agindo à sorrelfa, numa trama digna de “thriller” cinematográfico, meus quatro filhos reuniram alguns destes escritos que eu cometo semanalmente, convenceram uma editora e publicaram o conjunto em forma de um ...
Arthur defende liberação da maconha, homossexuais e privatização. E pode renunciar em abril Arthur está de boltanao belho estilo que polemiza e inquietaA Revista Exame, da Editora Abril, coloca o prefeito Arthur Virgílio entre os que renunciarão em abril de 2018. O jornal espanhol El País é mais contundente. Mostra um Arthur que defende da privatização total à...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook