Polícia Federal apura 18 notícias-crimes em Manaus e mais 5 Municípios. Há denúncias de transporte ilegal e compra de votos

O delegado Marcelo Bertolucci, que pela primeira vez está numa eleição no Amazonas, é chefe da Unidade de Repressão a Crimes Eleitorais da PF. Cidades com notícias-crime investigadas são Manaus, Parintins, Tefé, Maués, São Gabriel da Cachoeira e Nhamundá. Foto: PMS

A Polícia Federal recebeu, até às 14h deste domingo, durante o segundo turno do pleito suplementar ao Governo do Amazonas, 18 notícias-crimes, que estão sendo apuradas, passando pela fase de formalização, mas sem nenhuma prisão em flagrante nem Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) lavrado, incluindo boca de urna, transporte ilegal de eleitores e compra de votos.

As informações são do delegado Marcelo Bertolucci, chefe da Unidade de Repressão a Crimes Eleitorais da Diretoria de Combate ao Crime Organizado da Polícia Federal. “Dentro das atribuições de Polícia Judiciária e Eleitoral no pleito, posso dizer que nas 12 eleições que trabalhei, o Amazonas, hoje, está tendo um sufrágio muito calmo. A praxe é ter centenas de ocorrências. Estamos em céu de brigadeiro”, falou Bertolucci.

Neste sábado (26), a Polícia Federal fez duas ações no interior a partir de denúncias. Em Balbina, em Presidente Figueiredo, policiais atenderam ocorrência de possível compra de votos e transporte de dinheiro, o que não foi confirmado no local.

Na mesma noite, a PF representou ao juiz eleitoral para realizar busca e apreensão numa festa promovida por um vereador, de nome não divulgado, que estava fazendo distribuição de requisições de combustível. As requisições de 5 litros, 10 litros e 20 litros foram apreendidas. Não foi informado quantas requisições foram apreendidas numa propriedade na AM-240.

Atuação

Com aproximadamente 300 homens da PF no Estado todo, atuando em 16 Municípios e na capital. As equipes em geral são formadas por um delegado, um escrivão e agentes. Segundo Bertolucci, existem inquéritos formais em andamento referentes ao primeiro turno de delitos eleitorais.

Após o inquérito policial e eleitoral ser formalizado, a PF tem 30 dias para concluir, podendo ser encaminhado para o juízo eleitoral solicitando mais prazo ao Ministério Público, para complementar as diligências necessárias num prazo máximo de 60 dias.

Veja também

PF apreende 12 toneladas de pirarucu ilegal em embarcação no rio Solimões, em Tefé Segundo PF, pescado de origem ilegal teria como destino a cidade de Santarém, no Pará. Duas pessoas foram presas. Foto: Divulgação PF-AMDurante fiscalização de rotina nesta sexta-feira (17), a Polícia Federal prendeu duas pessoas em flagrante, pelos crimes de pesca proi...
Polícia Federal vai usar biometria do eleitor para emitir passaporte O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a Polícia Federal (PF) assinaram hoje (16) um convênio para troca de informações dos bancos de dados das duas instituições. Com a medida, a PF vai utilizar o cadastro biométrico de eleitores na emissão de passaportes. Dessa forma, o ...
PF apreende 10 kg de maconha tipo skunk em duas malas com mulheres no aeroporto Droga estava escondida em duas malas de duas mulheres que teriam como destino a cidade de Guarulhos, em São Paulo. Fotos: Divulgação DREA Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Polícia Federal do Amazonas fez uma apreensão de aproximadamente 10 quilos de maconh...
MPF pede a prisão de envolvidos no caso Prodente. Ex-deputado Nelson Azedo e filho podem ser presos O Ministério Público Federal no Amazonas (MPF/AM) ingressou com pedido na Justiça para a execução imediata da pena de prisão imposta ao ex-deputado estadual Nelson Raimundo de Oliveira Azedo e seu filho, o ex-vereador de Manaus Nelson Amazonas Azedo. A representação foi ...
Amazonas terá 10 zonas eleitorais extintas para redução de gastos nas eleições As cidades que devem ser atingidas são São Sebastião do Uatumã, Urucará, Silves, Itapiranga, Anamã, Caapiranga, Careiro e Rio Preto da Eva. Foto: Divulgação TSE O Amazonas terá 10 zonas eleitorais extintas para redução de gastos, segundo dados do Tribunal Superior Elei...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook